Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012

Assim ela o crê.

 

 

Desistir. Desistir. Desistir. Quantas vezes isso já lhe tinha passado pela cabeça. Achava-se fraca por pensar dessa forma. Fraca, também, porque estava farta de lutar. De lutar contra si própria. Sim, o problema é ela. Não são os outros. Outrora foram, agora só apenas fantasmas do passado. Do que passou e não volta mais. Todavia ela tem medo. Está insegura, porque teme que tudo volte. Assim, refugia-se. Onde? Num lugar escuro que ninguém conhece, dentro dela.

Mas ainda existe uma pequena chama de esperança. Chama essa que se tem aguentado contra todas as tempestades que passaram. Que a aquece no refugio sombrio. Chama essa, que precisa só de uma pequena ajuda para continuar a iluminá-la. E essa ajuda virá, assim ela o crê. 

música: spies - coldplay
publicado por maguie. às 21:48
link do post | comentar | favorito
35 comentários:
De Dri a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:01
foste tu que escreves.te nao foste? 
De Dri a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:08
Porque mais uma vez adorei o texto :D Está comprovado eu AMO OS TEUS TEXTOS.
De * wild * a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:08
pois eu sei ...
há sempre esperança, ouviste?
De * wild * a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:10
:)
De avery. a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:10
vai vir, basta procurar as pessoas certas.
De i. a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:10
há que saber insistir mas também há que saber desistir, na altura certa :) x
De avery. a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:13
existem.
De Dri a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:13
Eu ja te tinha dito que adorava de ler os teus textos
De avery. a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:16
vais ver que sim.
De Dri a 10 de Fevereiro de 2012 às 22:21
sim, posso estar a ser querida mas realmente gosto de ler o que escreves porque acho que os textos têm conteúdo e muito fáceis de ler, de entender os sentimentos patentes no texto.

Comentar post