Sábado, 18 de Janeiro de 2014

cegar, trespassar e estripar

O amor por vezes cega-nos, trespassa uma faca nas costas, estripa-nos e, mesmo assim, não acreditamos no que está a acontecer. Estamos como mortos-vivos com uma réstia de esperança. Com esperança que tudo não passe de um sonho mau e que depressa serão 8 horas da manhã e acordarás. Mas não. É real, e tu estás a vivê-lo. E vives uma, duas, três, mil vezes. Sentes, novamente, uma, duas, três, mil vezes a faca a trespassar-te e sorris, e tentas esquecer, e tentas permanecer normal. Tentas olhar nos olhos dele e não te recordar de tudo. Tentas não pensar naquelas palavras. As malditas palavras. Tens de fingir que não as ouviste e elas não te atingiram como um tiro de uma espingarda na tua cabeça. Um tiro, não de um inimigo, mas de um amigo. E é isso que mais magoa.

publicado por maguie. às 23:55
link do post | comentar | favorito (1)
4 comentários:
De Miriam a 19 de Janeiro de 2014 às 00:01
apenas tenho a dizer q adorei
De maguie. a 19 de Janeiro de 2014 às 00:04
apenas tenho a dizer que devias voltar para os blogs
De тιago a 21 de Janeiro de 2014 às 08:41
acho o mesmo!
De maguie. a 21 de Janeiro de 2014 às 23:13

Comentar post